INFORMAÇÃO - 3 formas de melhorar memória — e o que não fazer

Publicado em 18 de janeiro de 2022

Compartilhar

A memória pode parecer traiçoeira quando precisamos de uma informação e ela foge do nosso cérebro. No entanto, o que pensamos ser um problema de memória pode ser, na verdade, uma falha de atenção, diz Amishi Jha, neurocientista e professora de psicologia que estuda o assunto. Ao CNBC Make It, ela citou três truques que ajudam a reter informações.

1. Ensaio

Use sua atenção para se lembrar de detalhes como o nome que você ouviu quando uma nova colega se apresentou ou os fatos mais importantes do treinamento de trabalho em que você está. É como um ensaio, em que você precisa repassar as informações para retê-las. "Na escola, quando você estudava com cartões, era um ensaio", diz a professora.

2. Conexões 

O segundo passo é a elaboração, ou seja, usar a atenção para vincular novas experiências ou informações ao conhecimento ou às memórias que já possui.

Jha pede que se imagine um polvo. “Agora eu digo: um polvo tem três corações. Se você ainda não sabia disso, você está – enquanto lê – amarrando esse novo conhecimento à imagem existente que você tem de um polvo”, escreve a professora. Com isso, na próxima vez que ver a imagem do animal, poderá se lembrar de que ele tem três corações.

3. Consolidação

Os dois primeiros pontos são iniciais. Agora, é o momento de consolidar a informação por um período prolongado, a conhecida memória de longo prazo. “Isso envolve a formação de conexões entre conjuntos específicos de neurônios que codificam elementos da memória, reproduzindo a atividade cerebral direcionada”, diz Jha. Segundo ela, a dica é fazer repetições frequentes do que você quer guardar.

O que não fazer

Segundo Jha, estar sempre ocupado pode prejudicar nossa memória e criatividade. Ela diz que não damos a importância devida à inatividade mental. “Você já teve uma grande ideia no chuveiro? Talvez não tenha sido porque o cheiro do xampu o inspirou. É que o chuveiro forçou a inatividade mental. Você não podia levar seu telefone ou computador lá. Você estava preso naquela pequena caixa molhada com nada exigindo sua atenção”, diz a neurocientista. O tempo de inatividade pode levar a alguns dos nossos momentos mais criativos e com um benefício importante: ajuda na consolidação da memória.

Fonte: Revista PEGN

Voltar a listagem de notícias

Ainda tem dúvidas? Ligue (21) 96434-7979

Fale ConoscoEntre em contato para esclarecer suas dúvidas

Atuamos no mercado auxiliando as empresas, quanto a sua constituição, administração e consultorias.

Acompanhe-nos nas redes sociais:

Contate-nos

Estrada Intendente Magalhães, 1239
Marechal Hermes
Rio de Janeiro/RJ - CEP: 21331-018

contato@exatoservicoscontabeis.com.br